Quem é o ministro Fachin?

Na sabatina realizada no Senado Federal, que aprovou a indicação feita pela ex-presidente Dilma Rousseff, Fachin já deixava escapar traços de sua personalidade jurídica: “aqueles que se deturparem merecem o rechaço da ordem jurídica”, declarou em condenação a movimentos populares que usam de violência em suas reivindicações.

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Luiz Edson Fachin, de apenas 59 anos (a média de idade do STF é de 60 anos), é o nome mais citado, nesta quarta-feira (12), no Brasil, após autorizar a abertura de inquéritos solicitados pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Fachin acabou com o sigilo das delações e, com base nelas, decidiu pelo prosseguimento das investigações até a sentença final. É tido como o “mais duro dos ministros”. Sério, discreto e avesso aos holofotes, chegou a ser patrulhado ideologicamente por ter sido indicado por Dilma. Sua escolha pela presidente foi um fator surpresa, pois os nomes do tributarista Heleno Torres e do então presidente da OAB, Marcos Vinícius Coêlho, já haviam vazado.

Advogado, professor titular de Direito Civil da Universidade Federal do Paraná, o ministro relator da Operação Lava Jato está acostumado com embates difíceis e duradouros. Enfrentou a mais longa e tensa sabatina já realizada pela Comissão de Constituição e Justiça do Senado, dos últimos 20 anos. Foram mais de 12 horas de questionamentos, no início da crise que culminou com o impeachment da ex-presidente da República. O resultado foi sua aprovação ao cargo por 20 votos a 7.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *