PERFORMANCE MARANHENSE “COURAÇA” PARTICIPA DE FESTIVAL INTERNACIONAL DE DANÇA

O trabalho foi criado durante a pandemia pelo performer, dançarino, ator e diretor Leônidas Portella e conta com a participação de tocadores do Bumba meu boi da Pindoba. A performance participa da 20ª edição do Festival Internacional Dança em Trânsito, realizado em 30 cidades até o dia 23 de outubro.

Dentro do festival, a produção maranhense já passou por Belo Horizonte e agora se produz para desembarcar no Rio de Janeiro, no próximo dia 4 de agosto, no Teatro Prudential. “Couraça” é um registro vivo de um corpo que experimentou o isolamento e o distanciamento impostos pela Covid-19 e que também passou por seus processos de cura, vinculados numa narrativa poética à abertura de caminhos a partir da herança cultural do Maranhão.

A performance “Couraça” funde o miolo (brincante que anima o boi) com o boi (elemento animado), remetendo à Lenda do Touro Encantado da Ilha dos Lençóis e ao retorno do Rei Dom Sebastião, colocando a Encantaria do Maranhão em movimento nas paisagens urbanas e históricas das cidades por onde passa.

Esse foi o único trabalho no Estado a ser selecionado para o festival, o  idealizador do projeto fala sobre a experiência. “Está sendo uma honra participar desse evento por causa da importância que ele tem no cenário da dança contemporânea brasileira, onde curadores de vários outros países estão olhando os trabalhos que estão sendo mostrados e ser o único trabalho do Maranhão nesse festival é uma alegria muito grande, porque nós passamos por momentos muito desafiadores com essa pandemia. Estar vivo com esse trabalho e participando de um festival como esse é motivo de honra, porque é a representação da nossa cultura”, disse Leônidas Portella.

ÚNICO TRABALHO DO MA SELECIONADO PARA O FESTIVAL

“Couraça” é envolvente e faz pensar sobre vidas, mortes, passagens, ciclos, trocas de pele, sobre as diversas privações experimentadas por todos durante a pandemia. É um respiro de resistência. “A performance quer justamente isso: dançar abrindo caminhos para as alegrias. Que as pessoas sintam também a energia que tem quando os tambores, pandeiros e as matracas tocam”, afirmou Leônidas.

Dança em Trânsito – O Dança em Trânsito é um festival internacional de dança contemporânea que tem por objetivo valorizar, promover e democratizar esta expressão artística, seja pelo intenso intercâmbio entre artistas e companhias nacionais e internacionais, como também pela itinerância, percorrendo desde as grandes cidades até pequenas localidades no interior do Brasil, em teatros ou espaços públicos.

Em sua vigésima edição, o festival envolve 28 companhias nacionais e 8 internacionais em sua programação e promove a inédita Vitrine Brasileira de Dança Contemporânea para representantes de diversos países assistirem aos espetáculos brasileiros convidados.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *