Irmão do prefeito de Pinheiro espanca covardemente a ex-mulher

Na Semana de Combate ao Feminicídio no Maranhão, mais uma vítima de violência contra a mulher é humilhada e agredida cruelmente pelo ex-companheiro. Na noite de ontem (11), a advogada Ludmila Rosa Ribeiro da Silva foi espancada pelo irmão do prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio.

O fato ocorreu após um jantar, para possível reconciliação do casal. Ludmila foi forçada pelo ex-marido, Lúcio André Silva Soares, a postar fotos dos dois em suas redes sociais. Diante da negativa, a advogada teve seu celular arrancado das mãos sob a alegação de que deveria haver conversas com algum outro homem.

Visivelmente desequilibrado, Lúcio André desferiu vários socos na ex-esposa, do caminho do restaurante, localizado na Lagoa da Jansen, até sua casa, localizada na Cohama, onde a expulsou a chutes do carro.

Após empurrá-la para fora do veículo, ele ainda acelerou o carro com a intenção de atropelá-la, tendo sido impedido por uma vizinha. Outros vizinhos, ao perceberem a ocorrência, efetuaram a prisão em flagrante de Lúcio André, filho do ex-prefeito Zé Genésio.

Mesmo tendo ameaçado a advogada de morte, o irmão do prefeito de Pinheiro pagou fiança e já está solto. A advogada, porém, está hospitalizada, em processo de recuperação, com traumas físicos e psicológicos.

Não é a primeira vez que o nome de Lúcio André aparece em denúncias de violência contra a ex-mulher. Em 2016, Ludmila foi espancada, mesmo estando grávida de 5 (cinco) meses do filho do casal, em Pinheiro, município atualmente administrado pelo irmão. A exposição das fotos da vítima espancada pode parecer chocante. Mas só há meio de evitar que agressões como esta se transformem em tragédias maiores, a exemplo dos assassinatos de mulheres, que crescem a cada dia no Maranhão: denunciando.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

2 comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *