FÓRUM MARANHENSE DE MULHERES CONVOCA PARA ATOS CONTRA O GOLPE E POR UMA SOCIEDADE FEMINISTA E ANTIRRACISTA

O Fórum Maranhense de Mulheres emitiu nota de repúdio contra o presidente Jair Bolsonaro, que divulgou vídeo de convocação à população para manifestação pública contra o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal (STF). O movimento já está com agenda de mobilização fechada em defesa das mulheres e da democracia, no mês do Dia Internacional da Mulher. Leia a nota:

O Fórum Maranhense de Mulheres vem a público manifestar seu repúdio às atitudes do Presidente Jair Bolsonaro que convocou manifestação para fechar o Congresso e o STF, em uma clara demonstração de cerceamento das principais instituições democráticas do País.

Nós, mulheres, um dos segmentos mais atingidos pelas medidas antidemocráticas, reacionárias, machistas, misóginos, racistas e patriarcais deste governo, considerado o mais atroz e cruel dos governos brasileiros eleitos, não aceitamos esta situação insustentável que agride o povo e incide sobre o aumento da violência e do feminicídio que atinge nossa integridade e nosso direito à vida. Estamos morrendo mais, porque somos desrespeitadas todos os dias, em uma campanha feroz que atinge nossa moral e nosso direito de ser mulher.

As atitudes deste governo, desde o princípio, foram de afrontar e aniquilar as/os pobres, as/os nordestinas/os, as/os indígenas, as/os professoras/es, as empregadas domésticas, os negros e as mulheres em uma demonstração clara de guerra contra aqueles que mostraram as contradições de seu projeto classista, racista, machista e homofóbico, que tem como único objetivo dividir o país, fragilizar a democracia e emudecer os segmentos que hoje se levantam contra as aberrações praticadas pelo seu governo fascista, apoiado pelos generais do exército e pelos milicianos.

Não nos calamos diante de tantas atrocidades: os feminicídios, estupros e o massacre de mulheres em todos os cantos deste País; o extermínio da população LGBTQI+; genocídio dos jovens negros, avanço do latifúndio contra os trabalhadores rurais, bem como sobre as terras indígenas e quilombolas; encolhimento do bolsa família, penalizando mães e crianças; congelamentos dos recursos para as universidades públicas, desemprego e entrega de nossas empresas nacionais.

Tudo isso se agrava mais ainda porque vem revestido pela ofensiva conservadora, pelos fundamentalismos religiosos que se aliaram ao Projeto Neoliberal que atinge principalmente os corpos das mulheres e das pessoas negras, reduzindo-as a objetos. É importante lembrar que o governo Bolsonaro não se sustentaria se não houvesse um projeto masculinista e racista de domínio, que se traduz em destruição e aniquilamento, secundarizando o âmbito do cuidar, da vida privada e subjetividades como espaços políticos. Isso se reverbera no sistema político, econômico e cultural que se nega a aceitar mudanças que possam alterar as atuais relações misóginas e racistas de poder.  

Diante deste cenário, convocamos todas as mulheres para os atos do 8 março de 2020. Este é um momento de lutar pelo País, contra o governo Bolsonaro e de Lutar por nós mesmas! Os processos que nos excluíram historicamente são os mesmos que levaram este país à extrema direita. Por esta razão não aceitamos mais o domínio da branquitude e do patriarcado.

ABAIXO BOLSONARO GOVERNO QUE PROPAGA MISÉRIA, ÓDIO E VIOLÊNCIA!

PELA VIDA DAS MULHERES E PELA DEMOCRACIA!

AGENDA

DATA: 8/03

HORÁRIO: 11 horas

EVENTO: Ato Político Cultural e Lançamento da V Marcha Mundial de Mulheres

LOCAL: Feirinha da Benedito Leite

DATA: 9/03

EVENTO: Passeata de Mulheres em Defesa das Mulheres, contra Bolsonaro – HORÁRIO: Concentração 15 horas

LOCAL: Praça Deodoro

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *