EPISÓDIO DE ESTREIA DO PODCAST FOME DE OUVIDO DEBATE LOCKDOWN

A pauta da pandemia consegue ser cotidianamente urgente e, portanto, inadiável em qualquer projeto jornalístico comprometido com o interesse público. Por isso conversamos com a defensora pública maranhense Clarice Viana Binda na estreia do podcast Fome de Ouvido.

Há diversos ângulos na abordagem da Covid-19. Mas nestes tempos de negacionismo, negligência e vacinação em ritmo pífio, optamos por debater a possibilidade mais comprovadamente eficaz de prevenção da transmissão acelerada do vírus: o lockdown e a polêmica em torno do tema.

A DEFENSORA PÚBLICA DO ESTADO, CLARICE BINDA: “A GENTE ACREDITA QUE O VÍRUS NÃO ESPERA REUNIÕES”

Clarice Binda é defensora pública do Maranhão há quase 10 anos, titular do núcleo de Direitos Humanos da Defensoria Pública do Estado, pós-graduada em Direitos Humanos e Acesso à Justiça pela FGV-SP e mestre em Direitos Fundamentais pela Universidade de Lisboa.

A entrevista abordou ainda a “ideologização” da pandemia e a resistência que governos de esquerda e direita têm em decretar o lockdown. A defensora esclareceu ainda o papel da Defensoria Pública estadual em solicitar a medida por meio do ingresso de ações judiciais, após aguardar propostas dos setores ligados à indústria e ao comércio, contrários ao protocolo de isolamento total, em reuniões que nunca apresentaram alternativas para a questão.

Ouça a entrevista:

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *