GENOCÍDIO DA JUVENTUDE NEGRA NO MARANHÃO É TEMA DE CÍRCULO DE CONVERSA VIRTUAL

A Rede Emancipa Balaiada traz em seu 1° Círculo de Conversa o tema: Ontem fui preso, hoje não mais:  encarceramento e genocídio da juventude negra no Maranhão, que objetiva discutir a atuação das facções no estado do Maranhão, como estas se organizam e se articulam com a juventu​de, além do processo de encarceramento e o genocídio da população negra, em especial a presença de LGBT+ , as violências e violações sofridas no cárcere maranhense.

O debate vai acontecer na próxima quinta-feira (02), às 19 horas, pelo Google Meet, com transmissão pelo Instagram da Rede Emancipa (@emancipabalaiada) e no canal do You Tube (@redeemancipa).

A rede é nacional. Oferece educação e conscientização como respostas para a conquista de vagas na Universidade para estudantes negros e de escola pública. Em 2017, a Rede Emancipa de Educação Popular completou 10 anos. O movimento que começou com um cursinho pré-universitário em Itapevi (SP) chega aos dias de hoje com quase 40 unidades, em mais de 20 cidades, em 7 estados, em todas as regiões do país, inclusive no Maranhão. Milhares de estudantes já passaram por esta rede. São centenas de professores voluntários e militantes de uma educação emancipadora.

“Educando para a liberdade compreendemos que a educação popular é imprescindível em todos os níveis. De nada adianta o conteúdo se não for socialmente referenciado. A mudança de vidas pelo trabalho da Rede Emancipa é também parte de um projeto coletivo de transformação. E por isso também temos trabalhado com turmas de alfabetização de jovens e adultos, preparação para concursos, educação infantil, pré-vestibulinho, entre tantas formas de tomar em nossas mãos as rédeas do nosso futuro”, anuncia a Rede.

É uma organização fundamental na  luta por um futuro melhor para a juventude e para o Brasil, com o propósito de educar para a liberdade, de democratizar o acesso à informação, à educação e ao conhecimento em todos os níveis.

Foto: Sindicato dos Bancários da Bahia

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *