ELBA RAMALHO: “SÃO JOÃO DO MARANHÃO É TODO O BRASIL É UM LUGAR SÓ”

O Maranhão é a síntese do Brasil. A rica diversidade ambiental, a formação miscigenada da população e um marcante hibridismo cultural aparecem nos festejos de São João de maneira espetacular. Este último aspecto foi ressaltado pela cantora Elba Ramalho, que encerrou os festejos juninos em São Luís, no último domingo (30). Em uma entrevista que resultou no texto do repórter Emerson Araújo,  exclusivo para o blog, a paraibana ressaltou a “cultura ímpar” maranhense e um São João que, segundo ela, “é todo o Brasil em um lugar só”. Confira:

Um São João de muitas vozes e múltiplos sotaques. Do colorido das fitas às igrejas iluminadas. Do cheiro de juçara das índias guerreiras ao sabor do arroz de cuxá. O som das matracas ainda ressoa na cabeça dos romeiros da capela de São Pedro e no balanço hipnótico dos cazumbás, que deixaram muitos corações apaixonados. Sim, me atrevo a dizer que este é o maior São João do Brasil, sem medo de represálias, pois quem tem a oportunidade de vir ao nosso Estado nesta época do ano concorda com o que digo.

A noite do dia 30 de junho fechou as festividades com chave de ouro. Além das brincadeiras locais, a cantora Elba Ramalho comandou a apoteose. Uma das maiores representantes da música popular nordestina, a flor da Paraíba fez a praça Maria Aragão tremer ao som das sanfonas e zabumbas.

Questionada sobre sua ligação com a festa maranhense, ela foi enfática: “o São João do Maranhão é uma festa que tem muita força e uma tradição diferenciada do resto do Nordeste. E eu acho que o barato aqui no Maranhão é exatamente essa mistura: a diversidade, a forma como vocês recebem os outros segmentos que não são somente o Boi. É todo o Brasil em um lugar só, uma cultura ímpar, super híbrida e no São João ela aflora de uma forma muito especial aqui no Maranhão. E eu acho que o meu trabalho tem tudo a ver com essa festa”.

A CANTORA PARAIBANA ENCERROU OS FESTEJOS JUNINOS DO MARANHÃO

Viagem pelo Nordeste –Duas horas ininterruptas de espetáculo que ficarão tatuadas na memória das milhares de pessoas presentes na praça. Elba fez uma viagem pelos ritmos nordestinos e trouxe no matulão a companhia de Dominguinhos, Luiz Gonzaga e do nosso eterno carcará, João do Vale.

“Esses dias eu tenho passado por um sufoco emotivo, bom e gostoso, porque eu comemorei meus 40 anos de carreira agora fazendo um DVD, em Campina Grande, com uma receptividade enorme. E essa comemoração está se estendendo até aqui no Maranhão onde vamos fechar nosso ciclo junino. Fora isso, são tantas memória afetivas nesse período… meu filho Luan nasceu numa noite de São João, eu recém saída de um show com Luiz Gonzaga fez-se a noite de Luan e o meu amanhecer como mãe”, emociona-se a cantora. Um momento humano, mulher.

ELBA RAMALHO EM MOMENTO ESPECIAL COM O REPÓRTER EMERSON ARAÚJO

E foi com essa mesma energia que Elba derramou amor aos espectadores de São Luís, mostrando que seja na Paraíba, Pernambuco ou no Maranhão, o Nordeste é uma só nação. De várias cores e inúmeras manifestações culturais, mas nascidas de um mesmo ventre e, por isso, cultivadas e preservadas.

“O artista que respeita suas raízes nunca morre. O artista que toma pra si a história do seu país vai permanecer, vai ficar, porque ele foi fiel a si mesmo e ao público. Por isso existe uma identificação humana, as pessoas sabem quem eu sou. Eu fui perseverante. Eu cresci e me aprimorei como artista com a luz acesa aqui diante de vocês. Vocês me viram errar, me viram fazer mais ou menos, mandar bem e isso pra mim é uma emoção muito grande, estar diante de vocês que me fazem funcionar”, finalizou a paraibana.

Assim foi o espetáculo de encerramento do São João do Maranhão. Com o brilho dourado dos ramalhos de Elba, cintilando na noite estrelada. E, de repente, uma surpresa inesperada atravessa o palco. Elba se inclina em reverencia, o boi balança a barra e como recompensa ganha da cantora um beijo na testa.

Texto: Emerson Araújo

One comment

  1. Parabéns, excelente texto, representativo do que é a emoção do São João do Maranhão, uma festividade ímpar que nos enche de muito orgulho e, catapultado para um lugar ainda mais alto com o furação Elba Ramalho, não existem adjetivos para ela, os melhores ainda dizem muito pouco sobre a estrondosa artista, ela é mais…

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *