DEFENSORES PÚBLICOS LANÇAM PROJETO ‘PARA QUEM TEM FOME’

O Núcleo de Direitos Humanos e o Núcleo de Defesa da Saúde da Defensoria Pública do Estado (DPE-MA) lançam neste sábado (10), às 10h, na Unidade Integrada Barbosa de Godois, Monte Castelo, a campanha “Para quem tem fome”. Os defensores públicos Clarice Binda e Cosmo Sobral explicam que o artigo 134, da Constituição Federal, atribui como papel das defensorias públicas a promoção de direitos humanos dos vulneráveis econômicos ou sociais, e não apenas a defesa judicial ou extrajudicial dos necessitados.

“Longe de ser assistencialismo no sentido pejorativo da palavra, essa é uma forma de garantia emergencial do direito à alimentação. Outras políticas públicas são necessárias, que englobam a realização de todos os direitos fundamentais dos indivíduos. Agora, sem alimentação adequada nenhum outro direito pode ser garantido. Como alguém que está passando fome vai conseguir estudar ou trabalhar? Por isso, garantir a alimentação é o básico para a garantia de outros direitos fundamentais”, explica a defensora pública Clarice Binda.

OS DEFENSORES PÚBLICOS CLARICE BINDA E COSMO SOBRAL: ALIMENTAÇÃO COMO DIREITO HUMANO

Extrema pobreza – Uma pesquisa da Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional, divulgada recentemente, revela que a pandemia acaba de agravar a situação de 19 milhões de brasileiros que estão na miséria. O Maranhão possui 1,4 milhão de pessoas vivendo na extrema pobreza. Um a cada cinco maranhenses vivem na miséria.

Nesta primeira edição, o projeto conta com a colaboração da Sociedade Brasileira de Radiologia Intervencionista (SOBRICE), que está arrecadando cestas básicas, material de higiene e já garantiu mais de 420 cestas básicas para iniciar a ação. O presidente da SOBRICE, Joaquim Maurício da Motta Leal Filho,  vem pessoalmente ao Maranhão participar do lançamento da campanha. São 420 cestas básicas o que corresponde a três toneladas de alimentos

“Percebendo o caos social e econômico que se instaurou no nosso país desde o início da pandemia de covid-19 em 2020 causando um impacto imenso no aumento da pobreza, a Sociedade Brasileira de Radiologia Intervencionista e Cirurgia Endovascular (SOBRICE) refletiu de que forma poderia contribuir para minimizar os efeitos da pandemia na população mais carente.”, declara o médico

Fotos: Flávia Regina e Jornal Pequeno

SERVIÇO

Projeto Para quem tem fome: uma iniciativa do Núcleo de Direitos Humanos e do Núcleo de Defesa da Saúde da Defensoria Pública do Estado do Maranhão (DPE-MA)

Lançamento: 10/04 (sábado)

Horário: 10h

Local: Escola Unidade Integrada Barbosa de Godois

Endereço: Avenida Newton Belo, Bairro Monte Castelo.

Público beneficiado: 420 famílias que receberão no dia 10/04 (as demais receberão em casa para evitar aglomeração)

Doador da primeira edição: Sociedade Brasileira de Radiologia (SOBRICE) que estará presente representada pelo presidente Joaquim Filho, de São Paulo (SP)

Logística de Distribuição: sob responsabilidade da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (SEMCAS) que detém o cadastro das famílias.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *