CELSO BORGES E CLAUDIO COSTA LANÇAM POEMA VISUAL NO CHICO DISCOS


NONADATUDO é a quinta obra da série Poéticas Afetivas, idealizada pelo escritor Celso Borges, autor de 11 livros de poesia, entre eles Pelo Avesso (1986) e O futuro tem o coração antigo (2013). O evento será no Café Guará/Chico Discos no próximo sábado, a partir das 16h. O projeto gráfico do novo trabalho é do cantor e webdesigner Cláudio Lima. O lançamento terá também a apresentação de um vídeo, espécie de making of da parceria, filmado e editado por Naýra Albuquerque.

A publicação é um poema visual concebido por Celso Borges e Claudio Costa, no mês de junho de 2017. As 22 páginas do livrinho foram feitas a partir de fotografias tiradas pelo artista plástico, depois que ambos escreveram o verso sobre estênceis de ferro, com papeis de livros antigos esfarelados pelas mãos dos dois. Tudo feito sobre um pano grosso marrom, que Claudio aproveitou de outros trabalhos.

MIX DE ARTE, POESIA E INFINITAS POSSIBILIDADES DE CRIAÇÃO, O PROJETO GRÁFICO DA OBRA LEVA A ASSINATURA DO CANTOR E WEBDESIGNER CLÁUDIO LIMA



O livrinho propõe um (anti) diálogo com a primeira palavra do livro Grandes Sertões: Veredas, de Guimarães Rosa: Nonada. “Muitos críticos e leitores se perguntam sobre o significado dessa palavra, uma invenção do escritor mineiro. NONADATUDO sugere possibilidades de significação da mesma no âmbito da poesia visual”, afirma Borges.

As imagens realizadas por Naýra Albuquerque, que resultaram na edição de um vídeo, foram feitas por acaso. A artista apareceu no ateliê de Romana Maria, local em que Celso e Claudio estavam realizando o trabalho. “Quando vi os dois, disse pra mim: – não posso perder essa oportunidade de filmá-los trabalhando juntos”, afirma a cineasta.

A série Poéticas Afetivas estreou no final de 2018 com o lançamento de A árvore envenenada, parceria de Celso Borges com o fotógrafo Márcio Vasconcelos; em seguida vieram O Muro, um pequeno conto com fotos de arquivo da família de Borges; Ponta d’areia é Ponta d’areia, poema frevo em parceria com a dupla Criolina e colagens de Claudio Lima; e Carimbo Carinho, uma caixa de poemas carimbo criados por Celso Borges e Claudio Lima. Todos os trabalhos têm tiragem limitada.


SERVIÇO

O que? NONADATUDO: poema visual de Celso Borges e Claudio Costa
Quando? Lançamento sábado, dia 14 de dezembro
Onde? Café Guará/Chico Discos Que horas? 16h
O que mais? Apresentação do vídeo Nonadatudo, de Naýra Albuquerque

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *