BLOCO NINGUÉM SOLTA A MÃO DE NINGUÉM TRAZ FESTA E PROTESTO PARA O CARNAVAL DO MARANHÃO

A frase do velho Karl Marx – que nunca antes na história deste país foi tão combatido – cabe como uma luva de boxe, uma cabeçada de capoeira, um chute no pau da barraca já murcha dos alucinados por mamadeiras de piroca, admiradores da Ditadura Militar, LGBTfóbicos e racistazinhos de meia tigela, como se dizia no tempo de vovó. “As revoluções são a locomotiva da história” serve de epígrafe para o único evento carnavalesco de São Luís, assumidamente de protesto contra a atual conjuntura política e social do país.

O Bloco Ninguém solta a Mão de Ninguém vai se concentrar no Espaço Cultural Trem das Onze, Beira-Mar, em frente à Refesa, na próxima sexta-feira (1), a partir das 18h. A festa também terá um ato de desagravo e indignação contra a violência de policiais militares que, na semana passada, invadiram o local, dispararam tiros para o alto e empurraram à força a proprietária, Iria de Fátima Machado, para o camburão. Iria é negra, militante de esquerda e neta de um maquinista da antiga estação da Refesa, Raimundo Machado.

A proprietária do Trem das Onze, Iria de Fátima, em entrevista à editora do blog e âncora da rádio Tambor: vítima da truculência policial

“Será um ato festivo. Em menos de dois meses, o governo Bolsonaro já se encontra mergulhado em escândalos de toda ordem, envolvendo denúncias de candidaturas laranja, relações com milicianos, instabilidade provocada pela ingerência de filhos e em saques às garantias estabelecidas pelo Estado Democrático de Direito”, afirma o Manifesto Mais Valia para nós é Folia, distribuído pela Comissão Organizadora. O evento conta com apoio da Agência Tambor, experiência pioneira no Maranhão em comunicação livre, popular e alternativa.

“Os movimentos progressistas e as organizações sociais precisam criar e estabelecer mecanismos de expressão para se contrapor ao discurso da mídia hegemônica que, via de regra, cria narrativas em defesa de interesses que não são necessariamente os interesses populares. O período carnavalesco, época da maior festa popular do Brasil, é uma inequívoca vitrine para mensagens que provoquem a necessária indignação nos embates contra um projeto de nação excludente e conservador”, explica o texto-convite.

O Bloco Ninguém solta a Mão de Ninguém é uma iniciativa da Buliçoso Produções Artísticas, do blog Buliçoso. Os ingressos custam R$ 25,00 (vinte e cinco reais) e podem ser adquiridos de modo digital pela plataforma: https://www.sympla.com.br/bloco-ninguem-solta-a-mao-de-ninguem__465824 ou pelo whatsapp: (98) 98302.1639.

SERVIÇO
Bloco Ninguém Solta a Mão de Ninguém
Quando? 1/03/2019 (sexta de Carnaval)
Local: Espaço Cultural Trem das Onze (em frente à Refesa, na Beira-mar)
Ingressos: R$ 25,00
Mais informações: (98) 98302.1639

One comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *